"Dados sobre inflação estarão contaminados por greve dos caminhoneiros", diz Ilan

O presidente do Banco Central, Ilan Goldfajn, afirmou nesta quinta-feira que não irá sinalizar uma tendência para a próxima reunião do Comitê de Política Monetária, no final de julho, registra a Folha.

“Não achamos que o momento rende indicação futura devido à incerteza”, disse Goldfajn.

Segundo ele, “os próximos dados vão estar contaminados pelo choque da greve” dos caminhoneiros, “tanto no caso da atividade econômica quanto da inflação”.

“Vamos ter que separar os impactos desse choque do que é mais perene no longo prazo.”

Comentários

  • Romeu -

    Ilan de boca fechada seria menos cômico... e triste. se pedir aos seus estagiários sobre a inflação, terá respostas bem mais preocupantes que a do IBGE. Manipular a realidade não é bom argumento com compradores. Entrevistem compradores de supermercados, de lojas, etc...

  • Geraldo -

    Se a inflação de maio for menor que 20% então foi manipulada pois tudo aumentou muito no período da greve dos caminhoneiros.

  • JOSÉ -

    Putz, nunca vi tanta desonestidade! Os dados NÃO ESTÃO contaminados, coisa nenhuma! Os dados mostram que os preços dispararam depois da greve. Quer dizer que dados "descontaminados" são apenas os que mostram inflação baixa? Por isso, sempre afirmei que os dados de baixa da inflação são manipulados.

Ler 10 comentários