Demérito recorde

O saldo comercial do Brasil bateu recorde em 2016, com superávit de US$ 47,692 bilhões, segundo o Ministério da Indústria, Comércio Exterior e Serviços.

O resultado contrasta com o minguado superávit de US$ 19,685 bilhões do ano retrasado, mas contenham as palmas.

Ele reflete muito mais a profunda recessão do país, do que uma estratégia comercial consistente de abertura e ampliação de mercados externos.

É preciso lembrar que o saldo foi gerado por uma queda acentuada de 20,1% nas importações (média diária), devido à crise interna. Já as exportações recuaram menos: 3,5% na média diária.

Faça o primeiro comentário