Desemprego recua, mas segue alto

O desemprego ainda atinge 12,2 milhões de brasileiros, segundo o IBGE.

Houve uma redução de 3,9% (queda de 501 mil pessoas) na comparação com o trimestre anterior e de 2,9% (menos 364 mil pessoas) em relação ao mesmo período de 2017, registra o G1.

2019 não será um ano para amadores. Conte com a ajuda de especialistas para chegar são e salvo a 2020 AQUI

Temas relacionados:

Deixe seu comentário

Os comentários não representam a opinião do site; a responsabilidade é do autor da mensagem;
Tempo de publicação: 4 minutos

200

  1. Fabricio disse:

    Esse é o caminho: devagar e sempre. Não tem solução mágica.

Ler comentários
  1. J_Joao disse:

    A informalidade vai quebrar a indústria e o comércio levando o governo junto. Simples assim. E tem cego que finge não ver.

    1. Novinha, querida, acorda. Eu sou informal e não dependo nem do governo e nem de patrões. Porque pagaria impostos? Porque voltaria a ter carteira se meu rendimento é 4x maior?

  2. B17 disse:

    Com a expectativa de dias melhores, com menos governo e impostos e mais ordem e segurança, os empresários com mais coragem para empreender já estão investindo e contratando, pois terão retorno.

    1. Dólar continua alto, sinal que o mercado não confiou nem um pouco no papo do Bolsonaro.

    2. Joga esse chá alucinógenos no lixo. Cresceu a informalidade. Pessoas que trabalham sem patrões.

  3. J_Joao disse:

    O desemprego recua graças ao malabarismo que o Brasil sabe fazer. Recuou graças aos informais, não a reforma trabalhista. O Brasil vai viver na clandestinidade sem pagar impostos.

    1. Percebo que Bolsonaro tem essa mentalidade de que a informalidade é melhor do que o emprego formal.

  4. Thiago disse:

    Super importante... vai tirar o país da recessão e acabar com o gasto público essa medida.

  5. Mauro.SP disse:

    registra o G1... publicou a Folha... de acordo com o Estadão... agora tenho certeza de que nao perdi nada em nao ter acessado esse blog por um bom tempo, alias teria perdido meu tempo.

  6. Mauro.SP disse:

    Continua essa censura babaca de 192 caracteres... Medo da reação dos leitores ou apenas desprezo por quem faz o ganha pao dos antas? O careca eh esquerdinha e o cara de noiado nem mora aqui.

    1. Tinha que ser no minimo 400 caracteres, muito chato isso.

  7. J_Joao disse:

    O antagonista fazendo FAKE NEWS. Faltou dizer que isso é por causa do número de informais. Não houve crescimento com carteira assinada

  8. Thiago disse:

    Não tem como o Brasil crescer sendo estatista, sinto muito Nova.

  9. J_Joao disse:

    A alta taxa de impostos, subemprego e reforma trabalhista fez aumentar a informalidade e o número só faz aumentar. Tá na hora dos patrões e governo ligar o alerta vermelho

    1. Novinha. Fofa, vc faz parte da equipe econômica? Porque não é o que o posto Ipiranga anda dizendo

  10. Amilcar disse:

    Agora conta aquela piada do papagaio que é mais engraçada que essa.

  11. J_Joao disse:

    Quando Bolsonaro fala em emprego informal, está dizendo cortar direitos do trabalhador, não cortar impostos: subemprego. Vai falir a economia. Vai quebrar o Brasil.

  12. OBSERVADOR🇧🇷 disse:

    As filhas da minha diarista estudam de graça na Universidade Federal.

  13. J_Joao disse:

    Bolsonaro tem que sair da casinha no Recreio e dar uma volta no Largo da Taquara. É impossível andar nas calçadas por causa da quantidade de camelos. E o número aumenta geometricamente

  14. OBSERVADOR🇧🇷 disse:

    Bolsonaro adora Estatais, verbas de gabinete, Assessores, pensão integral e funcionalismo público!

  15. J_Joao disse:

    Guedes está muito rico e os políticos têm Rachid. Quando cortarem os direitos trabalhistas o Brasil quebra. Guedes e Jair vão pra Miami.

    1. Como é imbecil esse coroa. Vá cuidar do seu reumatismo e para de falar asneiras.

  16. J_Joao disse:

    FHC quebrou a economia e foi morar na França. Lula quebrou a economia e não conseguiu ir pra Cuba porque tá preso. Guedes vai pra Miami. Dane-se o Brasil.

    1. Revoltado há, mude seu nicknames pra imbecil, combina mais

    2. E você? Está esperando o quê para ir para Cuba que o pariu?

  17. Thiago disse:

    Projeções indicam que o PIB vai aumentar 4,17% com essa super medida.

  18. Jacob disse:

    Emprego só melhora com aumento de crédito . Com juros de 400% , a situação não muda .

    1. E os impostos sobre as empresas? Juros são fichinhas perto da tributação escorchante que penalizam a produção e o mercado de trabalho.... São cegos?