'Dilmo' faz Petrobras perder R$ 32 bi em valor de mercado

Telegram

A ordem de Jair Bolsonaro a Roberto Castello Branco, presidente da Petrobras, para que revogasse o aumento do diesel fez a estatal perder R$ 32,4 bilhões em valor de mercado na Bolsa, informa a Folha.

“A interferência do governo”, explica o jornal, “assustou o mercado, que colocou nos preços das ações o receio de que intervenções se tornem a regra, e não a exceção.”

Depois da decisão do presidente, a Bolsa de Valores fechou em queda de 1,98%, e o dólar terminou o dia com uma leve alta, de 0,83%, cotado a R$ 3,883.

EXCLUSIVO: O CODINOME DE TOFFOLI, SEGUNDO MARCELO ODEBRECHT Saiba mais

Estima-se que o congelamento do preço do diesel –para evitar novos protestos de caminhoneiros– acarrete uma perda de R$ 14 milhões por dia à Petrobras.

É o que dá Bolsonaro agir como “Dilmo”.

Comentários

  • JOSE -

    Papo furado. Os especuladores adoram fazer pressão para baixar preços das ações por qualquer motivo e depois comprá-las a preço de banana. Perdeu 32 bi, mais a população ganhou dez vezes mais.

  • Massaaki -

    Esqueceu de contabilizar toda a perda na Bolsa

  • Geraldo -

    Dilmo deve ser o nome do pai deste jornalista do PT. A notícia é Bolsonaro em detrimento de um punhado de acionistas favorece milhões de consumidores brasileiros. Antagonista está decepcionando!

Ler 509 comentários