Dívida das empresas aumenta 77%

Mais um dado assustador sobre a economia brasileira: de acordo com um levantamento feito por O Globo, “a dívida líquida de 50 empresas que compõem o Ibovespa, principal índice da Bolsa, saltou 77% em dois anos. O aumento foi de R$ 366,5 bilhões, mais que o triplo do Orçamento do governo federal para a área da saúde este ano”.

Alta do dólar, subida dos juros e queda de faturamento são as causas dessa enormidade.

E vai piorar: com Dilma Rousseff no poder, a recuperação econômica do país fica mais longínqua a cada dia.

Deixe seu comentário

Os comentários não representam a opinião do site; a responsabilidade é do autor da mensagem;

Ler 17 comentários
  1. User ID: LPZSFBF5L License: DZFAB9N87 User ID: NFNCW6EQG N7W46SNDN User ID: Z6ZHY2EPQ License: KNYD5G6KC User ID: 7ZDZZBK38 License: EBAR6BDUZ User ID: FS4HBFBCX License: XJ3AUNRYA User ID: MY8SPSEPE License: M5V8878WH User ID: ARBVGJBTY License: AAHF838R4

  2. Além de ter cometido crime de responsabilidade, por violar a Lei de responsabilidade Fiscal, segundo vários auditores do TCU (https://goo.gl/doy9h7), Dilma é responsável pela maior recessão de nossa história. Evie para todos os parlamentares indecisos: http://www.mapa.vemprarua.net/ http://www1.folha.uol.com.br/mercado/2016/03/1749299-recessao-economica-atual-deve-ser-a-pior-da-historia-do-brasil.shtml

  3. Bolsonaro votou no Lula em 2002 e Ronaldo Caiado votou CONTRA o impeachment de Collor em 1992. Aécio nunca votou em Lula e votou A FAVOR do impeachment de Collor (sim, ele era deputado na época). O passado compromete bastante os queridinhos da DIREITA! http://imagem.camara.gov.br/Imagem/d/pdf/DCD30SET1992.pdf#page=57

  4. Parlamentares, tentar salvar Dilma é suicídio político! A TV Globo decidiu transmitir, ao vivo e em sinal aberto, a votação do pedido de impeachment da presidente Dilma Rousseff. A programação será interrompida – seja qual for o dia e o horário da sessão na Câmara Federal — assim como foi em 1992, quando exibiu em rede nacional a votação do pedido de impeachment do então presidente Fernando Collor.

  5. Com isso, milhões de brasileiros poderão assistir ao mais importante momento da história recente da política brasileira. Certamente atentos aos votos, que serão abertos, os eleitores acompanharão o posicionamento de seus candidatos, para que possam cobrá-los ou parabenizá-los depois. http://variedades.bhaz.com.br/2016/04/08/globo-vai-parar-programacao-para-transmitir-ao-vivo-votacao-do-impeachment/

  6. Plenário da Câmara (17/04/2016) EDUARDO CUNHA PERGUNTA: “DEPUTADO TIRIRICA, COMO VOTA ?” DEPUTADO TIRIRICA RESPONDE: “PRA ACABAR COM A PALHAÇADA SEM GRAÇA DESTE GOVERNO, EU VOTO SIM”

  7. O que existe, neste momento, é o seguinte: BRASIL INDIGNADO DE UM LADO (A ESMAGADORA MAIORIA), E BRASIL ILUDIDO OU COMPRADO PELO PT DO OUTRO (UMA MINORIA ÍNFIMA). De que lado você está, nobre parlamentar ? http://mapa.vemprarua.net/

  8. VEJA, DEPUTADO, A FAÇANHA DO DESGOVERNO PETISTA: Salvo uma inesperada retomada da economia, a atual recessão caminha para se tornar, até o fim do ano, a pior já medida com precisão no país. Pelos critérios da Fundação Getulio Vargas, o ciclo de contração da atividade econômica, iniciado em meados de 2014, no primeiro mandato de Dilma, já completou sete trimestres. O oitavo está em curso; até dezembro, serão 11. Ao fim desse período, segundo as projeções mais consensuais dos analistas de mercado, o PIB terá acumulado uma queda de ao menos 8,7%.

  9. O PIB brasileiro começou a ser calculado em 1947, e há dados oficiais para o desempenho trimestral desde 1980. Nos últimos 36 anos, a recessão mais longa durou 11 trimestres, entre 1989 e 1992, quando o PIB caiu 7,7%. A mais intensa, de nove trimestres, entre 1981 e 1983, levou a economia a encolher 8,5%. http://www1.folha.uol.com.br/mercado/2016/03/1749299-recessao-economica-atual-deve-ser-a-pior-da-historia-do-brasil.shtml

  10. Começamos esta caminhada logo após a reeleição de Dilma, em 2014, com ajuda de jornalistas corajosos (parabéns, Reinaldo) e movimentos como o MBL e o Vem Pra Rua. Os petistas nos subestimaram, debocharam de nossas manifestações de rua, de nossos panelaços. O resultado está aí: O IMPEACHMENT TEM TUDO PRA SER APROVADO NO DIA 17 DE ABRIL Vamos lutar mais do que nunca esta semana para consolidar nossa vitória!

  11. Neste momento, o mais importante é pressionar os deputados indecisos. Embora a oposição já tenha os 342 votos, seria prudente continuar pressionando, até o último instante, para neutralizar o ALICIAMENTO de parlamentares que Lula está fazendo num quarto de hotel em Brasília. Ele devia estar preparando seu plano de fuga e não tentando comprar a salvação de Dilma, COM NOSSO DINHEIRO. http://mapa.vemprarua.net/

  12. Não tem conserto, Dilma! Você nunca mais terá maioria no Congresso, por mais cargos e pixulecos que distribua. E ninguém governa sem maioria. Não quis renunciar, agora vai sofrer impeachment e se juntar ao Collor no Hall da Vergonha!

  13. Todos os parlamentares deveriam ver (ou rever) estes depoimentos dados na Comissão de Assuntos Econômicos (CAE) do Senado, em setembro de 2015, sobre as “pedaladas fiscais” Júlio Marcelo de Oliveira https://goo.gl/Ivl12Z Tiago Lins Dutra https://goo.gl/OJ0Eyn Leonardo Albernaz https://goo.gl/4oYfMy As pedaladas continuaram em 2015: http://g1.globo.com/economia/noticia/2015/10/pedaladas-fiscais-continuaram-em-2015-diz-mp-ao-tribunal-de-contas.html