Dívida dos Estados: uma solução temerária (1)

Sem condições de socorrer os Estados em situação de penúria financeira, o governo federal pode liberá-los para buscar, por si mesmos, dinheiro junto aos investidores. Em economês, significa que poderão voltar a emitir títulos próprios de dívida.

A possibilidade foi admitida por Henrique Meirelles hoje, em conversa com jornalistas em Nova York. Segundo o ministro da Fazenda, muitos investidores estrangeiros lhe perguntaram sobre essa opção.

Meirelles afirmou, ainda, que os Estados poderiam emitir títulos lastreados em várias garantias, como royalties do petróleo ou ativos como companhias estatais.

Quem se lembra dos anos 80 e 90 sabe que permitir que Estados se endividem pode ser um tremendo tiro no pé… de todos os brasileiros.