Dyogo Oliveira quer ficar no Planejamento

Dyogo Oliveira avisou ao governo que prefere continuar no Planejamento a assumir a presidência do BNDES, relata a Coluna do Estadão.

Oliveira está cotado para ocupar a vaga deixada por Paulo Rabello de Castro, que saiu do BNDES para disputar a eleição presidencial pelo PSC.

Segundo a agência Reuters, Ricardo Ramos, diretor da área de acompanhamento do mercado de capitais no BNDES, deve assumir o comando do banco estatal.

Comentários temporariamente fechados.

Os comentários não representam a opinião do site; a responsabilidade é do autor da mensagem.

Ler comentários
  1. Lacaio disse:

    Deve ser peça chave de diversos esquemas.

  2. SINDICATOS CONSEGUEM MANTER CONTRIBUIÇÃO ANUAL disse:

    CADÊ OS TEMISTAS QUE CAIRAM NO GOLPE DA REFORMA TRABALHISTA?   **POR MEIO DE LIMINARES, SINDICATOS CONSEGUEM MANTER CONTRIBUIÇÃO ANUAL**   http://www.msn.com/pt-br/dinheiro/economia-e-negocios/por-meio-de-liminares-sindicatos-conseguem-manter-contribui%C3%A7%C3%A3o-anual/ar-BBKOzh2?li=AAkXvDK&ocid=ientp   CIRCOOOOOOO! CIRCOOOOOOO! TERRA SEM LEI! A LEIS SÃO DITADAS APENAS PARA QUEM ELES QUEREM! O RESTO É SÓ FAZ DE CONTA! CIRCOOOOOOOOOO!   Eles não cansam senhores. Tudo armado. Bateram de um lado, tirando todos os direitos do trabalhador, e agora do outro lado.   AS INSTITUIÇÕES ESTÃO "FUNCIONANDO" ... De fato ....

  3. zara-trusta disse:

    Tem que botar Mansueto no Planejamento para ver se ele consegue acabar com esses milhares de cargos comissionados que sugam o orçamento de estatais como Embrapa, Infraero, Serpro, etc.

    1. Nobre tarefa seria. Mas jamais será tocada pela Tropa da Dilmanta, agora com um pé na banca e o outro no governo. A missão dada pela banca é o desmonte total, não apenas dos cargos em comissão.