E a multinha da CCR?

O MPF no Paraná quer que Antonio Palocci pague US$ 20,4 milhões (ou R$ 76,5 milhões) para não voltar para a cadeia.

Enquanto isso, o Ministério Público de São Paulo acertou com a CCR, na leniência, uma multinha de R$ 81,5 milhões para acertar as contas com o erário.

Frise-se que, um dia depois de anunciado o acordo, a mesma CCR teve uma valorização de R$ 2,6 bilhões na bolsa.

O "velho Brasil" contra-ataca a Lava Jato e Sergio Moro. Entenda AQUI

Temas relacionados:

Deixe seu comentário

Os comentários não representam a opinião do site; a responsabilidade é do autor da mensagem;
Tempo de publicação: 4 minutos

200

Ler mais 29 comentários
  1. Um dia de pedágio cobre a multa, mas a sacanagem que fizeram junto com os políticos contra o povo continua. Estou a 8 km de distância de SP e pago todo dia R$3,70 toda vez que passo no pedágio da

  2. A CCR é o caça niquel gerador de cx à Camargo Corrêa e Andrade Gutierrez pagarem propinas! A OR é o caça niquel da Odebrecht. Pedágios são fontes de dinheiro vivo, como os mercados à JBS!

  3. MP-SP não quer se comprometer, como sempre fizeram aqui no estado de SP. Por décadas fecharam os olhos para o roubo PT, PSDB, MDB. Agora com a devassa, a começar por Brasília, estão desengavetan

  4. A montanha de dinheiro público resgatado dá uma ideia da cordilheira de recursos surrupiados por bandidos travestidos de políticos, certos de contar com o carinho da fabriqueta de HC.