“É tudo improviso”

Dora Kramer, na sua coluna no Estadão, revela um episódio espantoso. Leiam, por favor:

“É tudo improviso. Na quarta-feira, às 10h, o ministro da Fazenda esteve com o senador Romero Jucá e ouviu dele a sugestão para que o governo lançasse a ideia de criação de fundos garantidores de investimentos feitos por meio de parcerias público-privadas, com recursos obtidos por estados e municípios mediante aval da União.

Momentos depois, em audiência na Comissão de Assuntos Econômicos do Senado, Joaquim Levy anunciou a medida – sem o crédito de autoria – como objeto de estudo em andamento no governo.”

Ou seja, o “grande formulador” Joaquim Levy roubou uma ideia desse economista brilhante chamado Romero Jucá e, como se não bastasse, disse que ela estava sendo estudada pelo governo.

Isso deveria rebaixar ainda mais a nota do Brasil.

Faça o primeiro comentário