ACESSE

Embraer não terá poder de decisão algum após venda, diz juiz

Telegram

Na decisão que suspendeu a assembleia de acionistas da Embraer, o juiz Victorio Giuzio Neto ironizou o acordo, ao considerar que a companhia brasileira terá apenas 20% do capital da ‘joint venture’ que será criada pela Boeing.

“É certo ser incabível ao Juízo afirmar que a submissão desta NewCo apenas à Justiça Norte Americana, diante da cláusula de eleição de foro, iria representar para a Embraer qualquer prejuízo pois, rigorosamente, nenhum poder terá ela nesta nova empresa.

Conservando-se somente como acionista detentora de 20% do capital e direito de nomeação de um membro no Conselho apenas com poder de observador, ou seja, sem poder de decisão algum, pode ser que o domínio do idioma inglês nem mesmo seja necessário para este.”

Descubra a melhor razão para mudar a embaixada brasileira de Tel Aviv para Jerusalém. Veja aqui!

Comentários

  • JOSE -

    Tremenda história mal contada, cancele essa venda. Além do mais o EUA não quer ver o Brasil fabricando caças Gripen em parceria com a sueca SAAB. O Nosso KC 390 ia virar propriedade da nova empres

  • B17 -

    20% da Boeing não é pouca coisa. O interesse e lucro do minoritário provavelmente estará melhor garantido na justiça não criativa dos EEUU que respeita os negócios privados.

  • umcvs -

    A não ser que a Embraer estivesse desenvolvendo algum produto de outro mundo, toda esta celeuma só serve para expor a megalomania de quem acha que tudo que ele faz é ouro puro.

Ler 74 comentários