Empresários estão proibidos de discutir subsídios, diz secretário

Carlos da Costa, secretário especial de Produtividade, Emprego e Competitividade do Ministério da Economia, disse a empresários que eles estão proibidos de discutir subsídios com o governo, registra O Globo.

Proteção ao setor e gastos públicos também serão temas vetados, acrescentou o secretário de Paulo Guedes.

Costa afirmou ainda que todos os programas de incentivos fiscais –incluindo o Rota 2030, para a indústria automotiva– serão revistos, mas de maneira gradual, “obedecendo à segurança jurídica”.

“Todo liberal é evolucionário, e não revolucionário. Nós não somos donos da verdade. Por isso, em vez de fazermos mudanças bruscas, tudo será feito de forma gradual.”

Será que o novo presidente se dobrará à velha política? Entenda aqui

Deixe seu comentário

Os comentários não representam a opinião do site; a responsabilidade é do autor da mensagem;
Tempo de publicação: 4 minutos

200

Ler mais 23 comentários
  1. finalmente. empresário que precisa de incentivo é chipim. não merece ser ouvido. o fim da mamata chega para todo. aguardem congresso e judiciário e afins. vamos trabalhar, cambada.

  2. O decreto das armas é puro cosmético. Pura enganação!! A Globo não deu importância porque sentiu que não mudará nada. E essa história do cofre para guardá-las em casa é uma PIADA!!!

  3. Os empresários é que promovem empregos e se o governo não lhes proporcionar condições para competir em igualdade com o mercado externo, baixando custos, tem que exigir, sim.

    1. Assalariado, pobre e periférico. É um proletário do Lênin, ou um esquerdinha, na luta de classes. Volte para 1917.

  4. Se cortarem todos os subsídios eu voto em Bolsonaro em 2022…. Se cortarem todos os Benefócios dos Funcionários Píblicos voto em 2026…. Se igualarem previdencia píblica e privada, voto em 2030

    1. Clauzer, proibir qualquer pleito não pode – claro. Mas pode não conceder nenhum pleito, e é disso que se está falando.

    2. O governo pode se recusar a discutir o que bem entender. Se será acertado é outra história, mas se acha que não deve haver isso, pode se recusar sim!

  5. Correto. E rever os subsídios a empresas do nordeste criados por Eunício no fim de 2018 é urgente! o nordeste precisa DE NOVAS EMPRESAS e não de CACIQUEZINHOS concentradores de riquezas.