Endividamento dos mais pobres volta a atingir patamar recorde

Endividamento dos mais pobres volta a atingir patamar recorde
Foto: jarmoluk/Pixabay

O endividamento dos mais pobres no Brasil voltou a atingir patamar recorde.

No mês passado, 22,3% da população com renda até R$ 2.100 se dizia endividada, segundo uma pesquisa do Instituto Brasileiro de Economia da Fundação Getúlio Vargas (IBRE/FGV).

O movimento ocorre em meio à crise no mercado de trabalho na pandemia e à redução do valor do auxílio emergencial.

Esse mesmo nível só foi atingido em junho em 2016, época em que o Brasil era governado por Dilma Rousseff e vivia forte crise política e econômica.

 

 

Leia mais: O furo de reportagem de O Antagonista sobre a mansão comprada por Flávio Bolsonaro em Brasília é dissecado na edição desta semana da Crusoé
Mais notícias
TOPO