Entidades reagem a declaração de Guedes sobre Sistema S

A declaração de Paulo Guedes, futuro ministro da Economia, de que é preciso “meter a faca no Sistema S” (Sesc, Sesi, Senai) gerou reações de entidades que integram o sistema, registra o Estadão.

Em nota divulgada hoje, Sesi e Senac afirmam que “mais de 1 milhão de estudantes ficariam sem opção de cursos de formação profissional, e 18,4 mil funcionários das entidades perderiam o emprego”.

Já Rafael Lucchesi, diretor-geral do Senai, que tem 2,3 milhões de alunos, afirma que a proposta de cortes feita por Guedes teria “efeitos devastadores” sobre as instituições.

Comentários

  • Erika -

    Abre esse caixa e vamos ver o que tem dentro! Fica o que funciona, sai a companheirada.

  • OBSERVADOR -

    Sistema "S" = sistema da safadeza. Feudo de corruptos que se abastecem de dinheiro do erário público para construir palácios de mármore e granito, e viverem na mordomia. Acabar com o sistema "S

  • Marcos -

    Mentira. Esses alunos pagam bem caro por esses cursos. Se o sistema s fechasse amanhã, não faltaria quem se interessasse em oferecer o serviço. Eles cobram nas 2 pontas, aí é que está a malandra

Ler 115 comentários