ACESSE

Equipe econômica cogita antecipar envio de 2ª etapa da reforma tributária

Telegram

Diante da resistência à primeira parte da reforma tributária proposta pelo governo Bolsonaro, a equipe de Paulo Guedes planeja antecipar o envio do restante das etapas da medida até o dia 15 de agosto, relata O Globo.

Segundo o jornal carioca, a nova rodada de propostas incluiria a desoneração da folha de pagamentos e a criação de um imposto sobre pagamentos para compensar a perda de receita com essa desoneração.

Também entraria no pacote a tributação sobre dividendos, em contrapartida à redução do Imposto de Renda das empresas. A revisão das deduções do IR sobre pessoa física ainda ficaria para outro momento.

A ideia de encaminhar o pacote de uma vez só –em vez de fatiado, como queria Guedes– responde principalmente ao setor de serviços, que criticou a primeira etapa da reforma.

Para o setor, um dos que mais empregam no Brasil, o projeto de lei que substitui o PIS e a Cofins pela CBS (Contribuição sobre Bens e Serviços) vai aumentar muito a sua carga de impostos.

Leia mais: Exclusivo: a casa secreta de Brasília onde ministro conspira contra ministro

Comentários

Os comentários não representam a opinião do site; a responsabilidade é do autor da mensagem. Em respeito a todos os leitores, não são publicados comentários que contenham palavras ou conteúdos ofensivos. Tempo de publicação: 4 minutos
Ler 15 comentários