Equipe econômica estuda corrigir FGTS acima da inflação

A equipe econômica e o conselho curador do FGTS estudam uma forma de cumprir uma promessa de campanha de Jair Bolsonaro e melhorar a rentabilidade do FGTS, informa a Folha.

Os novos indicadores ainda não foram definidos, mas o governo quer que a nova fórmula assegure a correção do fundo acima da inflação.

Hoje há cerca de R$ 400 bilhões depositados nas contas do FGTS. Desse total, 65% são destinados para financiar habitação, saneamento e infraestrutura.

O "poder paralelo" em Brasília. Ele vencerá? SAIBA MAIS AQUI

Segundo técnicos ouvidos pelo jornal paulista, o restante é que garante o rendimento das contas vinculadas dos trabalhadores. A ideia principal em discussão é utilizar uma parcela desse dinheiro maior para as correções.

Comentários

  • Gonçalo -

    É uma medida excelente e o objetivo com este aumento é a sua aplicação justamente nos setores que geram mais empregos rapidamente fazendo a economia andar. Guedes é um craque. Definitivamente.

  • John -

    O STF não serve pra nada além de enriquecer advogados ligados a ministros. Todos os setores financeiros ganham causas no STF enquanto a correção melhor do FGTS dorme a anos eaquecido por lá.

  • Carlos -

    O FGTS é um impostaço que só existe no Brasil. tem que acabar!

Ler 18 comentários