Assine
Acesse
Acesse o Antagonista+ Acesse a Crusoé

Estagflação nas urnas

Estagflação nas urnas
Foto: Tânia Rego/Agência Brasil

“Está cada vez mais evidente que as políticas públicas adotadas no combate à crise sanitária e seus impactos econômicos tendem a empurrar o Brasil para a estagflação”, diz a economista Solange Srour.

“Em 2022, a pandemia deixará de ser um problema para diversos países, enquanto para o Brasil a estagnação do crescimento e a alta da inflação levarão a um maior empobrecimento da população. A saída de processos de estagflação exige medidas amplas de ajuste, vontade e apoio político.

A dificuldade enfrentada para passarmos a PEC Emergencial sem grandes modificações no Congresso e a possibilidade de enfrentarmos em 2022 a mesma polarização da eleição passada trazem uma grande dúvida: se tal combinação é factível.”

Mais notícias
Comentários desabilitados para este post
TOPO