Ex-secretário de Lula “patrocina” proposta de reforma tributária

A Folha destaca que um grupo de empresas decidiu patrocinar a elaboração de uma nova proposta de reforma tributária, que teria como principal diferença a eliminação de cinco tributos ao longo de dez anos.

“No seu lugar, seria criado um único imposto, chamado inicialmente de Imposto Geral sobre o Consumo.”

Semmuito destaque, a reportagem traz o nome das empresas (Ambev, Votorantim, Natura, Telefônica, Braskem e Itaú Unibanco) e de quem está liderando a iniciativa: Bernard Appy, ex-secretário executivo e ex-secretário de Política Econômica do Ministério da Fazenda entre 2003 e 2009, nas duas gestões de Lula.