A facada na facada

O Sistema S dá uma facada nas empresas correspondente a 0,3% do PIB.

O plano de Paulo Guedes é dar uma facada na facada para tornar o Brasil mais competitivo.

Diz Vinicius Torres Freire:

Uma apuração minuciosa feita em Brasília revela as principais decisões de Paulo Guedes, o posto Ipiranga do futuro presidente, e sua equipe. Leia AQUI

“Uma prioridade de Guedes é reduzir a carga tributária das empresas, de impostos sobre a folha de salários em particular, cortando mesmo contribuições para Previdência e FGTS, que seriam compensadas por outros impostos.

Acha que, assim, vai baratear a criação de empregos e, de quebra, diminuir a resistência de empresários contra a abertura comercial (a redução de impostos sobre produtos importados, o que submeteria as empresas nacionais a concorrência mais intensa).”

Comentários

  • Vitória -

    O sistema "S" pode continuar desde que não receba nada de dinheiro público. Se é tão eficiente, então que se sustente.

  • Getulio -

    Sou formado pelo SENAI excelente Escola,agora deve ter muita bandidagem nesse tal Sist S.

  • Fernando -

    Tem que mexer com privilégios dos 3 poderes.

Ler 51 comentários