Fim do dinheiro fácil

O governo discute com o BNDES o fim dos empréstimos a juros subsidiados.

Segundo o Estadão, o objetivo é que, em alguns anos, a TJLP, que corrige as operações do banco, acompanhe o rendimento dos títulos públicos, ou seja, a Selic.

Hoje, a TJLP é determinada pelo governo e está em 7,5% ao ano.

Faça o primeiro comentário