Fim do sigilo para BNDES, BB e Caixa

A Comissão de Constituição e Justiça do Senado pode ampliar o fim do sigilo de operações com recursos públicos.

O substitutivo do PLS 7/16 propõe que a medida não se restrinja ao BNDES, mas seja estendida a todas as instituições financeiras públicas, como o Banco do Brasil e a Caixa.

A obrigação vale apenas para o crédito concedido a empresas. O texto original, que se referia apenas ao BNDES, é do senador Antônio Carlos Valadares (PSB-SE); o substitutivo, que amplia a obrigação para todos os bancos públicos, é de Lasier Martins (PDT-RS); a relatoria na CCJ cabe a Ataídes Oliveira (PSDB-TO).