Fitch: o que vocês vão fazer com o rombo?

Crescimento econômico, ajuste fiscal e evolução da dívida: esses são os pontos que serão acompanhados de lupa pela agência de classificação Fitch, para decidir o futuro da nota de crédito do Brasil. Segundo a chefe de rating soberano para a América Latina da Fitch, Shelly Shetty, o ponto crucial será o que o governo e o Congresso farão com a previsão de um rombo de R$ 30 bilhões nas contas do próximo ano, além do que já fazem hoje: empurrar o abacaxi uns para os outros.