FMI animado, ma non troppo

É verdade que o FMI melhorou as projeções para a economia do Brasil.

Mas também disse, em seu relatório, que o país ficará aquém da média de América Latina e Caribe.

Neste ano, de acordo com o Fundo, o Brasil deve crescer 0,7%, ante 1,2% para a região; em 2018, o FMI prevê 1,5% para o país e 1,9% para o continente.

 

3 comentários

Os comentários não representam a opinião do site; a responsabilidade é do autor da mensagem.

1200

  1. É claro que ficará abaixo da média da região, Antagonistas. Depois de três anos de recessão contínua, mais o efeito das “denúncias” do Janot, vocês queriam o que? Milagres? Ora bolas… Não me digam que a Empiricus tem “produtos” prontos para “crescimento abaixo da média da região”, não? É só uma pergunta…