Freio nas reformas

“O faro de Bolsonaro indica que o momento político na América do Sul não está para reformas que provoquem a percepção de risco aos direitos, especialmente os dos servidores públicos”, diz Merval Pereira.

“Uma das razões dos protestos atuais no Chile é o custo de vida alto em relação ao salário mínimo. Para não mexer nesse vespeiro, o presidente Bolsonaro deu uma freada de arrumação em seu governo, e vai dividir as reformas restantes em etapas.”

Uma mulher comanda a tarefa de fundar o novo partido de Bolsonaro. CONFIRA
Mais notícias
TOPO