Fux dá ao governo 48 horas para explicar tabela de fretes

Luiz Fux decidiu hoje dar prazo de 48 horas para o governo federal se manifestar sobre a MP que instituiu preços mínimos para os fretes, registra o G1.

O ministro do STF pediu informações à Presidência da República, à ANTT e à chefia do Cade, entre outros órgãos federais.

Fux é relator de ações da associação das transportadoras (ATR Brasil) e da CNA, que contestam o tabelamento dos fretes alegando que ele fere a economia de mercado. A medida foi uma das adotadas pelo governo para pôr fim à greve dos caminhoneiros.

Deixe seu comentário

Os comentários não representam a opinião do site; a responsabilidade é do autor da mensagem;
Tempo de publicação: 4 minutos

  1. Aos descerebrados dos comentários que defendem o controle de preços: se querem rasgar dinheiro, façam com o seu e deixem o resto do povo em paz. Nunca na história da humanidade controle de preços terminou bem. Essa medida não será aceita jamais.

Ler mais 11 comentários
  1. Aos descerebrados dos comentários que defendem o controle de preços: se querem rasgar dinheiro, façam com o seu e deixem o resto do povo em paz. Nunca na história da humanidade controle de preços terminou bem. Essa medida não será aceita jamais.

    1. Isso está parecendo a Crise do Café de 1929. Muito café no mercado e o Estado botando mais dinheiro para tentar viabilizar os produtores. A Dona Dilma(Governo) resolveu estimular as vendas de caminhões concedendo crédito, mas não avaliou a demanda de transporte e não implantou uma política de substituição gradual da frota (muito caminhão velho na rua). Com muito caminhão e pouco frete o governo resolveu optar pela solução de 1929, que é tentar tornar o mercado rentável de forma artificial.

  2. Que enrascada, hein?
    Talvez a saida honrosa seja estabelecer, por um certo período, um valor de custo do frete por quilômetro e definir como mínimo. O valor do frete fica por conta do acerto entre as partes, como manda a lei de oferta e procura. Tirar os subsídios do financiamento via BNDES para novos caminhões até que o mercado se equilibre. Mas ai começaria a chiadeira da ANFAVEA…

  3. Vamos orar 1/3. Aquele doado ao Capo pelo Santo Papa Francisco:
    Amém? Irmão petista? Odeias a mídia?
    Odêêêêêêêêêêêêêêêêêêio!!
    .
    Mídia? Imprensa? Tudo é perfídia!
    Quero é minha recompensa!
    Não sou peixe-lobo,
    Sou sim 1 apedeuta.
    Odeio Rede-Globo.
    Sem opinião de jornalista traíra, são PiG golpistas.
    Do PCdoB amo Jandira, na cultura Ipojuca
    Amo e divulgo, Tudo que é porralouca
    Depois da meia-noite urubu vira frango,
    semeio tudo que é barango.
    Vem na minha companheiro!
    Só não faz pergunta difícil.
    Não sou artilheiro, sou como mulher fácil.
    Mas adoro é dinheiro.
    Senhor, fazei de mim
    1 instrumento da corrupção
    e do golpe a Constituição.
    Onde tiver gorjeta, que eu encha maleta.
    Que seja minha sina receber propina.
    E se houver mutreta que eu mame na teta.
    Amém? Améééééééééééééééééééém!

  4. Este país é uma piadoca! Concordo com o argumento da ação, mas se entrarem outras alegando infração à economia de mercado, o BNDES devia ser extinto, por exemplo, só para desconfiarmos se alguém leva algum princípio a sério.