Fux suspende julgamento sobre tributação do terço de férias

Fux suspende julgamento sobre tributação do terço de férias
Foto: Marcello Casal Jr./Agência Brasil

Luiz Fux suspendeu um julgamento virtual no STF, iniciado na semana passada, sobre a incidência da contribuição previdenciária patronal sobre o terço de férias pago aos empregados.

Em agosto do ano passado, por 9 a 1, a Corte decidiu que é válido cobrar dos empregadores o tributo sobre o pagamento adicional. Mas faltou decidir se devem ser cobrados valores que não foram recolhidos antes dessa decisão de 2020.

O passivo pode chegar a R$ 100 bilhões para as empresas, conforme cálculos da Associação Brasileira de Advocacia Tributária (Abat).

Até a interrupção do julgamento, cinco dos 11 ministros votaram contra o pagamento de contribuições passadas e quatro a favor. Com a suspensão, o placar é zerado e o julgamento vai para uma sessão por videoconferência, com debate oral entre os ministros.

Ainda não há data para a retomada do julgamento.

 

Leia mais: Assine a Crusoé e apoie a o jornalismo independente.
Mais notícias
Comentários desabilitados para este post
TOPO