Goldman Sachs: “depressão absoluta”

A profundidade e extensão da recessão vivida pelo Brasil está adquirindo características de uma “depressão econômica absoluta”, segundo análise do banco americano Goldman Sachs. A queda do PIB per capita real se aproxima dos dois dígitos, superando facilmente o tombo de 7,6% acumulado durante a “década perdida de 1980″, que engloba o período entre 1981 a 1992.

Faça o primeiro comentário