ACESSE

Guedes acaba com eleições nos fundos de pensão, diz jornal

Telegram

Paulo Guedes determinou que não aconteçam mais eleições para o comando de fundos de pensão, como Previ (Banco do Brasil), Funcef (Caixa) e Petros (Petrobras), diz a Folha.

A partir de agora, o presidente e os demais integrantes da diretoria executiva deverão ser recrutados de forma independente no mercado.

Segundo o jornal, a decisão foi tomada na sexta-feira da semana passada, dia 20, em reunião extraordinária do Conselho Nacional de Previdência Complementar (CNPC), do qual Guedes é o presidente.

A nova resolução ainda não foi publicada no Diário Oficial da União.

Barroso exclusivo: "O BRASIL JÁ NÃO ACEITA O INACEITÁVEL." Leia aqui

Comentários

  • Maria -

    Onde entra o Pactual neste enredo ?

  • Marcelo -

    EXCELENTE DECISÃO. QUEM FISCALIZA, AVALIA E DEMITE?

  • PAULO -

    Parabéns Ministro Paulo Guedes! Aos poucos vai desmontando o aparelhamento dessas instituições. E precisa também fazer isso nas estatais como a Petrobras.

Ler 62 comentários