Guedes se irrita com atuação de secretário da Receita na PEC Emergencial

Guedes se irrita com atuação de secretário da Receita na PEC Emergencial
Foto: Pedro França/Agência Senado

A atuação do secretário da Receita Federal, José Tostes Neto, na votação da PEC do auxílio emergencial desagradou a Paulo Guedes e colocou os dois em rota de colisão, relata Adriana Fernandes no Estadão.

Segundo o jornal paulistano, Tostes trabalhou nos bastidores para barrar na Câmara a desvinculação de recursos de um fundo do Fisco, que já tinha sido aprovada pelo Senado.

Na véspera da votação pelos deputados, o secretário alertou ao Planalto e ao próprio ministro da Economia que os auditores ameaçavam parar a Receita —e que ele não conseguiria segurar o movimento caso a vinculação não fosse mantida.

Guedes respondeu que o espírito da PEC era justamente o da desvinculação das receitas, para tirar o que a equipe econômica chama de “amarras” do Orçamento.

A assessores o ministro da Economia disse a assessores que o “amor” com Tostes acabou porque ele se juntara a Major Vitor Hugo para desidratar a PEC —o deputado do PSL obteve o apoio de Jair Bolsonaro para manter as promoções de servidores públicos.

Leia mais: Assine a Crusoé, a revista que não tem medo de apontar os verdadeiros culpados pelas mazelas brasileiras.
Mais notícias
Comentários desabilitados para este post
TOPO