Guedes: volta do coronavoucher depende de bloquear verba para educação e segurança

Guedes: volta do coronavoucher depende de bloquear verba para educação e segurança
Foto: EDU ANDRADE/Ascom/ME

No evento on-line de que participou nesta terça (26), Paulo Guedes afirmou que a volta do auxílio emergencial, o “coronavoucher”, dependerá do bloqueio de gastos com educação e segurança pública.

“Não pode ficar gritando guerra toda hora. (…) Quer criar o auxílio emergencial de novo, tem que ter muito cuidado, pensa bastante. Porque, se fizer isso, não pode ter aumento automático de verbas para educação, para segurança pública, porque a prioridade passou a ser absoluta [para o auxílio]”, disse o ministro da Economia.

“Pega os episódios de guerra aí e vê se teve aumento de salário durante a guerra, vê se teve dinheiro para saúde, educação. Não tem. Aqui é a mesma coisa”, acrescentou.

LEIA MAIS na Crusoé; assine a revista e apoie o jornalismo independente.

Leia mais: Assine a Crusoé, a revista que não tem medo de apontar os verdadeiros culpados pelas mazelas brasileiras.
Mais notícias
TOPO