Guido Mantega está de volta

Guido Mantega pode ser vaiado em restaurantes e em hospitais. No Palácio do Planalto, porém, ele voltou a ser aplaudido.

As novas linhas de crédito anunciadas ontem pelo governo, que replicam os desastres provocados por Guido Mantega no Ministério da Fazenda, foram uma iniciativa da própria Dilma Rousseff, como declarou a presidente da Caixa, Miriam Belchior.

A Folha de S. Paulo disse que, “diante do risco de dois anos seguidos de recessão e precisando cimentar apoio entre o empresariado para enfrentar a crise política, Dilma Rousseff decidiu voltar a usar bancos públicos para conceder crédito a juros baixos para setores da economia em dificuldades, como a indústria automotiva. A polêmica medida, adotada em seu primeiro mandato e abandonada sob críticas, faz parte de um programa ainda maior, que está sendo costurado por Aloizio Mercadante”.

Lauro Jardim publicou que “Joaquim Levy está profundamente desapontado” com o governo.

Desapontado? Só isso? Joaquim Levy não apita mais nada.

Guido Mantega, o retorno

Faça o primeiro comentário