Inflação: esquecendo Janete

O recuo da inflação para a meta é, também, sinal de que um pouco da herança maldita do lulopetismo está sendo superada. Um exemplo é a energia elétrica.

Em 2015, o forte reajuste das tarifas foi o principal algoz do IPCA, diante da destrambelhada intervenção de Janete no setor.

Agora, de modo inverso, as tarifas foram as que mais contribuíram para a queda da inflação.

Em números: as tarifas recuaram 10,66% em 2016, o que representou um corte de 0,43 ponto percentual no IPCA. Isoladamente, foi o componente que mais ajudou.