Inflação fecha o ano acima do centro da meta, com a maior alta desde 2016

Inflação fecha o ano acima do centro da meta, com a maior alta desde 2016
Foto: Evandro Leal/Agência Freelancer/Folhapress

A inflação oficial do país fechou 2020 em 4,52%, informou há pouco o IBGE — acima, portanto, do centro da meta, de 4%, pelo segundo ano seguido.

Trata-se do maior IPCA em um ano desde 2016, quando os preços avançaram 6,29%.

O resultado é um pouco maior que o esperado pelo mercado: a última estimativa, segundo o Boletim Focus divulgado pelo Banco Central, era de uma inflação de 4,37% em 2020.

Se levados em conta somente os preços dos alimentos, a inflação de 2020 sobe para 14,09%.

E a carestia não deve dar trégua neste início de 2021, pelo menos. Em dezembro, a alta registrada foi de 1,35%, maior taxa mensal desde 2003, primeiro ano do governo Lula.

Leia mais: Nenhum assunto é tabu para a Crusoé: além de fiscalizar TODOS os poderes, a revista tenta responder a questões que permeiam a sociedade brasileira
Mais notícias
Comentários
Os comentários não representam a opinião do site; a responsabilidade é do autor da mensagem. Em respeito a todos os leitores, não são publicados comentários que contenham palavras ou conteúdos ofensivos. Tempo de publicação: 4 minutos
Ler 19 comentários
TOPO