Inversa prevê resultado histórico de bancos

Impacto menor da pandemia e elevação da alíquota da CSLL precipitam realização de lucros ainda neste mês
Inversa prevê resultado histórico de bancos
Reprodução

Em 2020, o resultado dos principais bancos privados do país caiu em média 20% em relação ao ano anterior. Em parte, por causa do aumento das provisões feitas para um cenário incerto de pandemia, com queda da atividade econômica, aumento do desemprego e elevação do risco de inadimplência.

Ocorre que o impacto da pandemia sobre o setor bancário foi menor do que se previa e, agora, os bancos se preparam para converter essas provisões em resultado financeiro. Segundo a Inversa, casa de análise independente, a soma das provisões dos três maiores bancos privados chega a R$ 12,2 bilhões.

A liquidação desse excedente é catalisada também pela possível aprovação da MP que eleva de 20% para 25% a alíquota da Contribuição Social sobre o Lucro Líquido (CSLL), a partir de 1º de julho.

“Faz sentido que os bancos realizem resultados antes desse período, para minimizar a carga fiscal”, informa relatório da Inversa.

“Os bancos querem maximizar o retorno ao acionista, aproveitando a janela que pode se fechar. Com isso entendemos que o panorama para as ações do setor na bolsa brasileira tende a ser extremamente positivo a partir desse momento até a divulgação dos resultados trimestrais.”

 

Leia mais: Assine a Crusoé, a publicação que fiscaliza TODOS os poderes da República.
Mais notícias
TOPO