Joaquim Levy e o verdadeiro ministro da Fazenda

Na Reunião de Pauta de hoje, O Antagonista indagou quem seriam os bacanas presentes à posse de Joaquim Levy no ministério da Fazenda. As maiores estrelas foram banqueiros. Estavam lá Roberto Setúbal, do Itaú, o maior banco privado brasileiro; Lázaro Brandão e Luiz Trabuco, do Bradesco, ex-patrões de Levy; e André Esteves, do BTG Pactual, admirador de Liechtenstein, segundo a Veja. Nada mau para o governo de uma presidente que, durante a campanha, afirmou que a banca iria tirar a comida do prato dos pobres. 

Levy disse o que eles desejavam ouvir: haverá  “ajustes tributários”, corte de gastos governamentais, fim da farra promovida pelo ausente Guido Mantega no Tesouro Nacional e retomada de investimentos. O Antagonista continua a afirmar que o verdadeiro ministro da Fazenda tomou posse no dia primeiro, veste saia e é hóspede no Palácio do Planalto, como prova a humilhação sofrida pelo ministro do Planejamento, Nelson Barbosa.

Faça o primeiro comentário