Juiz americano aceita ação coletiva contra Eletrobras

A Justiça americana aceitou as acusações de uma ação coletiva movida por investidores contra a Eletrobras, informa o Valor.

De acordo com o juiz John Koeltl, do Tribunal do Distrito Sul de Nova York, há evidências de que a estatal publicou comunicados falsos e enganosos ao mercado, e também de que a alta cúpula da companhia tinha conhecimento dos esquemas ilegais praticados.

A ação coletiva representa todos os investidores que negociaram recibos de ações (ADRs) da Eletrobras entre 17 de agosto de 2010 e 24 de junho de 2015.