Kassab não vê saída para os Correios

Gilberto Kassab, ministro da Ciência, Tecnologia, Inovação e Comunicações, disse a jornalistas ser contra a privatização dos Correios – estatal atualmente presidida por um homem dele, Guilherme Campos -, mas reconheceu que não vê saída.

Segundo Kassab, o governo não tem recursos para socorrer a empresa.

O Antagonista já mostrou que do rombo de 2 bilhões de reais em 2016, 1,8 bilhão diz respeito aos gastos com o plano de saúde, que atende até os pais dos titulares.

Faça o primeiro comentário