ACESSE

Lei das estatais veda nomeação de assessores de campanha

Telegram

O economista Carlos da Costa, um dos assessores econômicos de Jair Bolsonaro, tenta retornar ao BNDES, onde trabalhou a convite de Paulo Rabello de Castro.

Ele participa ativamente da campanha de Bolsonaro e já deixou claro sua intenção de voltar ao banco. Mas a Lei das Estatais veda a nomeação de integrantes de campanhas políticas por um período de 36 meses.

Confira as recomendações para Bolsonaro na Presidência AQUI

Comentários

Os comentários não representam a opinião do site; a responsabilidade é do autor da mensagem. Em respeito a todos os leitores, não são publicados comentários que contenham palavras ou conteúdos ofensivos. Tempo de publicação: 4 minutos
Ler 23 comentários