Maia defende que projeto alternativo ao Plano Mansueto 'não custa nem R$ 100 bi'

Telegram

Rodrigo Maia afirmou há pouco que “é claro que não são R$ 180 bilhões” o impacto da proposta alternativa ao Plano Mansueto construído na Câmara.

O valor foi estimado pelo Ministério da Economia. Pelas contas de Maia, o impacto não chega a R$ 100 bilhões.

“São quase R$ 50 bilhões de orçamento: R$ 35 bi de ICMS, R$ 9 bi de suspensão das dívidas da Caixa e do BNDES e mais R$ 5 bilhões para o ISS. Fora isso, tem a previsão para empréstimo de R$ 50 bilhões, mas nem tudo vai ser usado. Não estamos tratando nem de R$ 100 bilhões.”

Maia também defendeu que o governo discuta a proposta.

“O debate está aberto. Se o valor de 8% da receita corrente líquida que muitos técnicos do governo defenderam é um valor alto, vamos reduzir esse valor. Agora, não dá para a gente transformar o debate sério que sempre fizemos em um debate de pauta bomba, porque, na verdade, o governo federal não quer atender os estados do Sudeste. Esse debate eu não vou entrar.”

Comentários

  • Eliz -

    O dinheiro não é dele, é do miserável povo brasileiro! Estão usando o vírus para meter a mão no dinheiro do povo!

  • Guilherme -

    Não como comparar as competências e compromisso com o país entre Guedes e Maia. O Maia sempre foi um oportunista e político dos mais incompetentes. Sempre conduzido pelo velho "é dando que se" recebe

  • Antonio -

    Quem acredita numa palavra desse gordinho, o Botafogo? Sinto muito. Ele acha 100 bilhoes uma coisinha à toa!!!! Não é do bolso dele, claro.

Ler 28 comentários