Maia diz que faltam votos para aprovar a reforma

Rodrigo Maia disse a Andréia Sadi que a reforma previdenciária foi adiada:

“Não vou colocar a Previdência para perder. Só se tiver votos, e ainda não tem, segundo os líderes. Fizemos uma reunião nesta semana e eles disseram que ainda não tem, precisa conversar mais, negociar com as bancadas.”

O voto pode ocorrer na semana do dia 12.

Deixe seu comentário

Os comentários não representam a opinião do site; a responsabilidade é do autor da mensagem;

Ler 29 comentários
  1. Pessoal, o presidente gastou todos os recursos (nossos não dele: emendas parlamentares, cargos federais, ministérios, recuo nas privatizações, lei da redefinição do trabalho escravo, ressuscitou Sarney (dois ministérios, corregedoria geral e comando da PF), etc etc etc…) para barrar as investigações em torno dele e seus ministros. Não sobrou nada para comprar os votos da reforma da previdência. Aqui no Nordeste se diz assim: “farinha pouca, meu pirão primeiro”. O país e seu povo que se f*d*m!

  2. Não estar nem aí para com a saúde financeira e moral do país é natural para os que não tem compromisso com a sociedade, e que no caso (já certo) de o país explodir, não estarão nem aí com coisa alguma, até porque suas famílias já estão mesmo no exterior, livres das porcarias que eles criaram pra nós.

  3. O Temer logo que assumiu deu uma entrevista dizendo que em termos de previdência oficial iria cumprir o que já está na Constituição, art. 201, parágrafo 7º, que estipila: “É assegurada aposentadoria no regime geral de previdência social, nos termos da lei, obecidas as seguintes condições:
    I – trinta e cinco anos de contribuição, se homem, trinta anos de contribuição, se mulher;
    II – sessenta e cinco anos de idade, se homem, e sessenta anos de idade, se mulher …”.
    Observem que entre as duas condições não há nenhuma conjunção, nem E nem OU. Portanto a decisão de que para se aposente cumprindo uma OU a outra condição é infraconstitucional. Razão pela qual poderia ser implantada a reforma de se cumprir ambas condições sem reforma constitucional. Onque seria mais justo e muito mais fácil.

  4. Porque estão querendo aprovar isso agora e não deixam para o próximo presidente? Estão em campanha contra o funcionalismo público porque assim o Lula e o PT, que já estão fazendo conchavos com o PMDB novamente terão os votos de todo o funcionalismo público. Só não vê que não quiser. Apesar de eu não ser funcionária pública e achar que todos deve descontar igualmente para o INSS, mas temos que ser realista com esse congresso corrupto. Boa coisa não vai vir dessa aprovação.

    1. Porque, devido ao aperto da Lava Jato, eles querem verbas para arrumarem dinheiro para as próximas eleições. CONTINUAM ROUBANDO.

  5. Eu me aposentei por idade, aos 65 anos, dois a mais do que os 35 anos de contribuição me exigiam pois, me considerava ainda produtivo. Temos que afastar de nossas mentes que o Estado é obrigado a nos sustentar em idade precoce. Deixem essa prerrogativa para os politicos bandidos e, já na próxima eleição, vamos impedir que eles se reelejam. E torcer para que a reforma, de fato, venha atingir os supersalários que prejudicam o equilibrio orçamentario da Previdencia. Vamos às ruas, se necessario for, reclamar desses supersalarios e da sonegação. Temos que por de lado esse mal costume de querer se aposentar precocemente pois, assim estaremos contribuindo com uma mudança de mentalidade que, num futuro, será benefica a todos.

  6. Eu me aposentei por idade, aos 65 anos, dois a mais do que os 35 anos de contribuição me exigiam pois, me considerava ainda produtivo. Temos que afastar de nossas mentes que o Estado é obrigado a nos sustentar em idade precoce. Deixem essa prerrogativa para os politicos bandidos e, já na próxima eleição, vamos impedir que eles se reelejam. E torcer para que a reforma, de fato, venha atingir os supersalários que prejudicam os nossos ganhos. Vamos às ruas, se necessario for. Temos que por de lado essa de querer se aposentar precocemente pois, assim estaremos contribuindo com una mudança de mentalidade que, num futuro, será benefica a todos.

    1. quer enganar quem acha que todo mundo é idiota dru,dividas de grandes empresas nada e os cargos comissionados 3.5 bi por mes,corte de miistérios quem defende essa deforma é burro sem mais.

  7. SÓ PARA AQUELES QUE SABEM RECONHECER UMA IRONIA.
    Como é malvado esse tal de Temer, e como busca com afinco a impopularidade. A previdência, como qualquer sindicalista, petista, bolivariano está careca de saber, está superavitária, sobram recursos, mas Temer só pra sacanear os mais pobres quer reformá-la, por puro sadismo. Que sujeito ruim, meu Deus. E burro, né?

    1. Eu me aposentei por idade, aos 65 anos, dois a mais do que os 35 anos de contribuição me exigiam pois, me considerava ainda produtivo. Temos que afastar de nossas mentes que o Estado é obrigado a nos sustentar em idade precoce. Deixem essa prerrogativa para os politicos bandidos e, já na próxima eleição, vamos impedir que eles se reelejam. E torcer para que a reforma, de fato, venha atingir os supersalários que prejudicam os nossos ganhos. Vamos às ruas, se necessario for. Temos que por de lado essa de querer se aposentar precocemente pois, assim estaremos contribuindo com una mudança de mentalidade que, num futuro, será benefica a todos.

  8. Cambada de bandido, isso é barganha, fazem jogo duro por pura chantagem! Gargantas profundas, nunca se satisfazem! Estão forçando a barra para fazer o conde Drácula ajoelhar e pagar pela votação! Congresso bandido! É preciso renovação total naquele antro! Bando de prostitutas do poder!

  9. Sônia Bridi: Qual seu maior arrependimento ao deixar o governo?
    FHC: Reforma da Previdência. Tentei muito pra resolver. Lamento não ter conseguido.
    .
    youtu.be/veK6yanUxHU?t=44m15s

  10. E mais uma coisa. A partir de agora, o presidente, Gilmar Mendes e seus comp.arsas estão mais preocupados em como manter o foro em 2018, pois a perda das eleições é evidente. Semi-presidencialismo e outras falcatruas estão em curso e seguem paralelamente às pautas e PECs atuais na câmara e senado. É bem provável que reformas como a da previdência passe para um segundo plano…

  11. Este governo é muito ruim na comunicação. Eles deveriam ter feito uma campanha pesada desde o início da proposta baseada no discurso do fim dos privilégios. Só agora começam a fazer e esta dando resultado. É preciso ficar claro para a grande maioria dos trabalhadores que carregam o Brasil nas costas de que sem reforma os privilégios dos Funcionários Públicos nada vai mudar e quem sempre paga o pato são os dito cujos. Da maneira como “não foi apresentada”, até os puxadores de carroça estão contra.

  12. Só espero não faltar dinheiro para os milhões de aposentados e pensionistas… A estratégia das esquerdas é “quanto pior, melhor” , para entrarem como “SALVADORES DOS POBRES”, ganharem votos dos eleitores mal-informados e tomarem novamente o poder…
    Bolsonaro 2018
    Honestidade acima de tudo

  13. O PSDB deveria apoiar veementemente a reforma da ultra deficitária Previdência Social. Mas o que o partido faz? Não manifesta o apoio, age com populismo e propõe inadmisssíveis privilégios para determinadas categorias (especialmente dos servidores públicos).

    1. Provavelmente eles também não querem ver o país avançar.
      Não querem um governo bem sucedido perto da eleição. É populismo eleitoreiro.
      Adotaram o “quanto pior, melhor”.
      Não fizeram oposição ao PT, agora querem fazer oposição ao Temer.

  14. PAINEL FOLHA – As primeiras pesquisas sobre a repercussão das publicidades pela reforma da Previdência animaram o governo. Até levantamentos patrocinados por parlamentares do Nordeste indicam que, embora ainda longe de ser um consenso, a aceitação da proposta cresceu sensivelmente, especialmente nas classes D e E. A melhora no ambiente para o debate com a população fez com que o governo dobrasse a aposta. O Planalto liberou mais R$ 72 milhões para reforçar a ofensiva de comunicação.
    .
    As enquetes de parlamentares do Nordeste mostram que o mote do “combate aos privilégios” começou a colar.
    .
    Para o Planalto, a publicidade que teve mais aceitação é a que mostra o narrador dizendo a uma empregada doméstica que, para ela, nada vai mudar.

    1. Quando a viúva não puder receber mais a pensão pós morte do marido, pq ultrapassa dois salários mínimos, juntamente com a aposentadoria dela, ai vc verá quanta empregada doméstica vai cair no trabalho intermitente. Espere e veja. Tudo na vida tem causa e consequência. Essa nova previdência é um amontoado de injustiças e visa favorecer apenas os financistas.Se pudesse te dava 10 exemplos aqui de como ela é injusta e vai gerar mais déficit. E nada vai mudar no alto escalão da Administração Superior. Vão arrumar só para eles, uma gratificação a mais e tudo ficará como antes. Não se deve confundir 4 coisas: Administração Direta. Indireta. Empresa de Economia Mista(PETROBRAS, Bco do Brasil), e cargos comissionados, cerca de 400.000 em todo Brasil, que só atende interesses políticos. Pensem bem.

  15. O governo fez o correto, ao focar na questão da desigualdade do atual modelo da previdência. Mas fez muito tarde.
    .
    Se essas campanhas educativas estivessem no ar há seis meses, a reforma teria amplo apoio popular. Porque a previdência é questão de justiça, mais do que de responsabilidade fiscal.
    .
    Interessante que a esquerda brasileira, com seus pré candidatos (Lula, Ciro, Manuela, Boulos) e seus colunistas (Janio de Freitas, Laura Carvalho, Elo Gaspari), sejam contra a previdência. O atual modelo é extremamente regressiva e elitista.
    .
    O que reforça que não existe esquerda ou direita no Brasil, apenas corruptos e carguistas.

  16. Segundo um economista ligado a uma importante consultoria, a visível ânsia dos políticos de centro de utilizar a reforma como barganha está tumultuando. Há um grupo de “aloprados” no PSDB emitindo posições que não são consensuais.
    .
    Para um integrante da alta direção de um banco brasileiro, o PSDB está fazendo uma “enorme trapalhada”, já que as contas públicas do país não fecham sem a reforma da Previdência.

  17. Podem apostar que o “pacotaço” vai chegar próximo ao Natal, quando os cidadãos estarão mais preocupados com os presentes e as festas.
    Aí vem mudança na previdência, abuso de autoridade, foro privilegiado e a cereja do bolo: semi presidencialismo.
    Quando chegar o ano novo, seremos um país dominado.