Mais problema para Eike

Eike Batista, lembrado recentemente por seu depoimento espontâneo à Lava Jato, teve mais uma recuperação judicial aceita pela Justiça.

Agora, é a MMX, a mineradora do ex-bilionário, que seguirá a sina das outras empresas do grupo.

Estima-se a dívida seja de, no mínimo, R$ 500 milhões.

Faça o primeiro comentário