Mais serviços, menos juros

A inflação dos serviços começa a arrefecer e, pela primeira vez desde 2012, ficou abaixo de 7%, para um período de 12 meses.

O efeito pode ser duplamente positivo:

“O Banco Central citava três itens de preocupação: alimentos, serviços e medidas fiscais para balizar sua política. No último comunicado, já tirou alimentação. Os serviços estão caindo, e a PEC do teto dos gastos está sendo aprovada, o que vai permitir um ajuste mais forte nos juros”, avalia no Globo o professor Luiz Roberto Cunha.

Faça o primeiro comentário