Assine
Acesse
Acesse o Antagonista+ Acesse a Crusoé

Meirelles: "Função do teto é ser inflexível"

Ele foi o responsável por propor a regra quando ministro da Fazenda; o secretário de Doria fala em quebra de “fundamentos econômicos"
Meirelles: “Função do teto é ser inflexível”
Foto: Fabio Rodrigues Pozzebom/Agência Brasil

Responsável por propor o teto de gastos quando ministro da Fazenda, Henrique Meirelles (foto) voltou a comentar a polêmica em torno da gambiarra fiscal do governo Bolsonaro para pagar o Auxílio Brasil. Nesta sexta (22), o secretário da Fazenda e Planejamento do governo de São Paulo, que participou do 20º Fórum Empresarial Lide, afirmou que a função do teto é ser “inflexível”. 

A finalidade do teto é forçar prioridades. Quer abrir espaços para investimentos, sim, mas segue o teto. Espero que as reações dos mercados ontem, a reação dos secretários e os desdobramentos chamem a atenção das autoridades”, acrescentou.

Meirelles também disse que as baixas na equipe de Paulo Guedes é um sinal de quebra dos “fundamentos da economia”. Como mostramosBruno Funchal (foto), secretário especial de Tesouro e Orçamento, Gildenora Batista Dantas Milhomem, secretária especial adjunta de Tesouro e Orçamento, Jeferson Bittencourt, secretário do Tesouro Nacional, e Rafael Araújo, secretário-adjunto do Tesouro Nacional, pediram demissão ontem.

Os quatro alegaram questões de ordem pessoal, mas todos nós sabemos que eles não concordaram com a orgia fiscal do governo para bancar o substituto do Bolsa Família e tentar impulsionar o projeto de reeleição de Jair Bolsonaro.

Mais notícias
TOPO