Meros agentes

José Roberto Afonso, da FGV e do Instituto Brasiliense de Direito Público, ao Estadão, sobre o governo ter usado os bancos públicos para socorrer Estados durante tanto tempo:

“BNDES, Banco do Brasil e Caixa atuaram como meros agentes financeiros. Não agiram como bancos de desenvolvimento e nem mesmo como banco comercial.”

Faça o primeiro comentário