'Ministro' de Bolsonaro prevê R$ 700 bi em privatizações

Em entrevista ao Valor, Paulo Guedes disse que, no plano de governo que prepara para Jair Bolsonaro, haverá um amplo programa de privatização capaz de arrecadar R$ 700 bilhões.

Cotado para o Ministério da Fazenda caso Bolsonaro seja eleito, o economista quer que a venda de ativos da União reduza em 20% a dívida pública federal, hoje em torno de R$ 3,5 trilhões.

Guedes também defendeu, segundo o jornal, uma inversão do sistema de distribuição da arrecadação fiscal, que passaria a irrigar os orçamentos de Estados e municípios, com a desconcentração de poder e recursos da União (“mais Brasil e menos Brasília”).

E disse acreditar que essa descentralização reduziria a pressão fisiológica de deputados e senadores, que passariam a apoiar Bolsonaro em “bases mais programáticas”.

 

Comentários

  • Mario -

    Como entendo muito pouco de economia! Meu voto será para o candidato que for honesto!

  • Marcos -

    Só Bolsonaro pra salvar o Brasil e colocar esses bandidos na linha!

  • Walmir -

    Tá mas que óbvio que a solução é Bolsonaro e o economista Paulo Guedes está certíssimo

Ler 227 comentários