Moody’s: economia empacada até 2021

A recessão que começou no ano passado deve continuar em 2017. E, quando ela terminar, o Brasil viverá um período de fraco crescimento econômico. Pelos próximos cinco anos, isto é, até 2021, o máximo que o país deve crescer é 2% a cada 12 meses. A projeção, nada lisonjeira, foi publicada nesta quinta-feira (18) pela Moody’s. A agência é a única das três principais que ainda não tirou o grau de investimento do país – ou seja, é a que mais confia no Brasil. Imagine as outras.

Faça o primeiro comentário

Os comentários não representam a opinião do site; a responsabilidade é do autor da mensagem.

1200