ACESSE

Muito mais iguais que os outros

Telegram

Arthur Maia, o relator da reforma da Previdência, confirmou que está em estudo uma regra de transição que pode beneficiar os servidores públicos que ingressaram até 2003, diz a Folha.

Esses servidores já podem se aposentar com benefício de valor igual ao último salário e suas aposentadorias são corrigidas pelo mesmo índice dos funcionários da ativa.

Nada disso mudaria. A proposta de Maia exigia apenas que esses funcionários públicos esperassem até a idade mínima de 62 anos (para mulheres) e 65 (para homens) –e eles já não gostaram. Diante disso, o relator prometeu uma “regra de transição”.

Não custa lembrar: é você que paga os benefícios desses trabalhadores muito mais iguais que os outros.

 

 

 

Comentários

  • Marcos -

    Vale lembrar também q esses servidores também contribuem para previdência e sua alíquota é maior q da iniciativa privada, e sobre o salário integral. Vcs caíram no conto do governo.

  • Thiago -

    Essas pessoas contribuíram o percentual de 11% sobre todo o seu salário, ao longo de toda a sua carreira no serviço público. Não é nenhum programa social ou benesse, mas contraprestação por valores pagos. onde foi usado todo esse dinheiro compulsoriamente descontado do vencimento do servidor?

  • Impressionante -

    Como diria o Capitão Nascimento: "O sistema é f0da, meu camarada." Por isso que nunca ninguém consegue fazer a reforma da Previdência. Não mexam nos meus privilégios.

Ler 131 comentários