Muito por nada

Teto de 27,5% passaria para 35,0%.

Levy está certo ao notar que o número de pessoas de alta renda que paga IR na pessoa física é relativamente pequeno no Brasil, quando comparado a outros países.

Ou seja, o próprio ministro admite implicitamente que, dado um número “relativamente pequeno”, a medida não terá grande impacto arrecadatório, mesmo se vinculada a uma alíquota bem mais impopular.

Faça o primeiro comentário

Os comentários não representam a opinião do site; a responsabilidade é do autor da mensagem.

1200