Não, Luiza, não

Por falta de dinheiro, Dilma Rousseff suspendeu o programa “Minha Casa, Melhor”, destinado à compra de móveis e eletrodomésticos por parte dos consumidores do “andar de baixo”.

A cerimônia de lançamento do programa foi em 12 de junho de 2013. Dilma Rousseff, depois de cumprimentar a Cline e a Priscila Jane, disse que o crédito subsidiado do “Minha Casa, Melhor” tinha “em seu centro a dignidade”.

Antes dela, discursou Luiza Trajano, do Magazine Luiza, que disse:

“Estou entusiasmada desse programa, e vocês sabem que eu sou uma brasileira apaixonada pelo Brasil, e que quando pega uma causa que é bom, principalmente para a classe mais simples, nós vamos até o fundo”.

Em seguida, ela acrescentou:

“Eu frequento muito a comunidade de Paraisópolis e eles adoram uma televisão de tela plana, eles adoram um fogão de cinco bocas”.

E lembrou:

“50% dessa classe C e D não têm acesso a crédito. Nós achamos esse projeto es-pe-ta-cu-lar. Nós acreditamos profundamente nesse projeto. Melhora ainda mais o emprego, melhora ainda mais a economia”.

Não, Luiza Trajano, não melhorou.

Faça o primeiro comentário