Assine
Acesse
Acesse o Antagonista+ Acesse a Crusoé

"Não tem como", diz Mansueto sobre aumento para servidor público

“Não tem como”, diz Mansueto sobre aumento para servidor público
Foto: José Cruz/Agencia Brasil

Mansueto Almeida, que anunciou que deixará a Secretaria do Tesouro, disse hoje que o aumento automático de salário para servidores públicos não será mais possível daqui por diante.

“Premiar os bons funcionários públicos deve ser feito. Agora, esse mecanismo de aumento automático não tem como… Ainda temos um ajuste fiscal muito grande a ser realizado”, afirmou Mansueto em entrevista ao UOL.

Questionado sobre a situação do funcionalismo público em meio à epidemia de Covid-19 — período no qual setores privados vêm cortando salários e jornadas de seus funcionários –, o ainda secretário do Tesouro disse que propostas do governo que seguiam essa linha já foram apresentadas, mas terminaram barradas no STF.

“Isso foi proposto pelo governo e estava na PEC do Pacto Federativo e na PEC Emergencial. Talvez a gente ainda não tenha conseguido criar consenso político para avançar nessa agenda”, afirmou.

Sobre o impacto da epidemia na economia brasileira, Mansueto disse que é necessário “pegar um cenário tão ruim hoje e transformá-lo em um espaço de reformas para dar, inclusive, tração de investimentos privados”.

“Se as coisas melhorarem e não tivermos uma segunda onda de contaminação, vamos ter que, aos poucos, criar um ambiente político necessário para debater as reformas de que o país precisa.”

Mais cedo, como noticiamos, o ministro da Economia, Paulo Guedes, afirmou que o país pode entrar em uma depressão econômica caso não avance na agenda de reformas.

Leia mais: Sergio Moro agora é colunista exclusivo da 'Crusoé'. Clique e saiba mais
Mais notícias
Comentários desabilitados para este post
TOPO