Não vale desistir

A Folha noticia que as grandes empreiteiras atingidas pela Lava Jato e a Infraero não poderão participar das futuras licitações de aeroportos se desistirem das atuais concessões em razão de dificuldades financeiras.

“A medida afeta a Invepar, que tem a OAS como sócia e controla o aeroporto de Guarulhos (SP); Triunfo e UTC, sócias no aeroporto de Viracopos, em Campinas (SP); a CCR, quem tem como sócias a Andrade Gutierrez e a Camargo Corrêa e controla Confins (MG); a Odebrecht e sua sócia estrangeira Changi, que controlam o Galeão (RJ); e a argentina Inframérica, que administra dois aeroportos privatizados (Natal e Brasília).”

Faça o primeiro comentário